terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

17/12/2010 - 3o dia: Santiago do Chile

Hoje resolvi visitar e entrar nos pontos turísticos por onde passei com o Free Tour no dia anterior.
Peguei o metrô na estação Baquedano e fui direto pra Plaza de Armas.
Minha primeira parada foi na Catedral.
Inexplicavelmente linda!
E uma coisa interessante é que está sempre cheia de fiéis.A religiosidade e a fé dos chilenos são muito bonitas de presenciar.











Minha segunda parada foi no Museo de Santiago (Casa Colorada) mas não tive sorte, infelizmente estava fechado fazendo reformas. =(




Segui pela Plaza de Armas para visitar agora o Museu Histórico Nacional
(http://www.dibam.cl/historico_nacional/)
Plaza de Armas N° 951
Costado norte de la Plaza de Armas
Entrada: 600
O Museu tem muitas peças interessantes. Tem objetos, utensílios dos Mapuches como cuias, utensílios de madeira e pedra.
A carta escrita por Pedro de Valdívia ao então imperador da Espanha Carlos V.
Canhões, móveis, espadas, baús, um tocador de música da época! Moedas, materias em bronze.
Muitas coisas interessantes que relatam desde os 1os habitantens do Chile até os dias atuais. Pena que não se pode tirar fotos dentro somente do lado de fora.

 






Ao lado fica a Municipalidad de Santiago

Uma dica: Vá na Oficina de Turismo que é uma portinha bem discreta colada ao Museu Histórico Nacional.
Lá você encontra mapas gratuitos não só de Santiago mas de todo o Chile e os atedentes como sempre super simpáticos e dispostos a tirar todas as dúvidas.


Depois de pegar TODOS os mapas e informações que eles tinham (todos mesmo!!! hehe) fui ao Museu Chileno de Arte Pré-Colombino (http://www2.precolombino.cl/es/index.php)
Endereço: Bandera, 361 (Bandera con Compañia, a uma quadra da Plaza de Armas)
(ver mapa ubicación)
Horário de funcionamento: 3a a domingo de 10:00 às 18:00
Entrada: 3000
Sem palavras, o museu é di-vi-no!

Pode tirar fotos do lado de dentro mas sem flash!





















Depois do Pre Colombino não estava mais agüentando de tanta dor no pé. (Esqueci de contar que no dia anterior eu tinha torcido mas só comecei a sentir no dia seguinte)
Enfim, dei uma passada nos Correios para mandar um postal pra casa já que iria passar Natal e Ano Novo longe de todos e só pela primeira vez.
Ah! Antes um cafezinho de verdade no Haiti (Café com Piernas) 
Esse é o único defeito no Chile - o café. O café é ruim e estranho. Mas no Haiti você encontra muitas variedades. Uma maravilha! Além disso o lugar tem história...


 O envio de um postal Santiago - Rio de Janeiro custa 370 e leva em média 8 dias pra chegar.


 Depois de postar fui pra casa encontrar uma galera pra almoçar no Galindo que fica na esquina do hostel. 
(http://galindo.cl/)
Endereço: Dardignac 098, esquina com a Constituicion.
 Esqueci de tirar a foto. Mas vamos lá! Comi um sanduíche de filé com queijo e tomate (sem saber que o tamate era extra cocina, ou seja, tinha que pagar separadamente mais 1000)
O refri 1100, chopp Kross de 500 ml 1700.
Resumindo, o sanduíche era enormeee do tamanho de 4 pães careca mas com textura de pão francês. Não gostei muito porque o filé não é gostoso mas não é ruim e mata a fome e ainda dá pra levar pra casa. É tão grande que dá 2 ou 3 pessoas. E custou 3200.
O ambiente é badalado, agradável e o atendimento é bem legal também. Vale a pena dar uma passad por lá. Como era o lugar mais perto de casa, se tornou praticamente a extensão da cozinha do hostel.

 Calle Dardignac

Restaurant Galindo


O dia passa muito rápido porque a cidade é linda.  
Escurece muito tarde mas tudo fecha em horário comercial por isso a solução é ir tomar uma cerveja ou um chopp pra observar o estilo de vida dos santiaguinos.
O que pude observar é que eles são bons vivants. Eles comem muito, bebem muito, fumam muito e namoram muito. Ah! um aviso para os fumantes: em Santiago alguns lugares pode-se fumar inclusive dentro dos restaurantes. Achei bem estranho porque a lei do tabaco no aqui no Rio é bem severa e apesar de fumante não acho legal poder fumar num ambiente fechado e onde pessoas estão comendo.
Os santiaguinos são muito galanteadores e engraçados. Simpatia e prestatividade são suas características mais comuns.
Uma outra coisa interessante é que todos acham se acham poetas e escrevem poesias. Influência de Pablo Neruda, né? O maior ídolo do povo.

Enfim, após tomar uns choppinhos e almoçar voltei pro hostel e acabei conhecendo uma menina da Nova Zelândia, a Anna. Gente finíssima e com meu estilo: boêmia hehe. 
Com isso, voltei pra Calle Pio Nono com a Anna para tomar mais cerveja num barzinho esquina com a Dardignac já que ela iria embora no dia seguinte. Uma pena não termos nos conhecido antes mas tudo bem porque ainda conversamos via facebook.






De lá fomos para o Ladrón de Bicicletas (http://www.ladrondebicicletas.cl) que fica em frente ao hostel. Um barzinho super estiloso onde rola apresentações de teatro, músicas etc... Eu e Anna fomos até lá e foi bem legal até que de repente começou a rolar um "Parabéns pra vc...." e depois veio um cara dando bolo pra gente e só aí soubemos que era um aniversário fechado só para convidados kkkk Foi muito engraçado porque enchemos a cara às custas do aniversariante sem saber hehe

Ladrón de Bicicletas


Qual o meu copo? Cerveja, é claro...

Eu e Anna mais pra lá do que pra cá...

A decoração é lindissíma

Cerveja Austral. Recomendo! Uma delícia!

Fomos dormir às 3:00 da manhã mortas de cansadas! Mas a noite foi maravilhosa! O lugar é demais mas o gerente muito mal educado. O primeiro chileno mal educado e grosseiro que encontrei. Espero que quando voltar ele não esteja mais lá. :)